full screen background image
10245381_843086479098093_7217915688893502706_n

As semelhanças de “O Iluminado”, de Stephen King, com a Doutrina Espírita.

— Como se sente, Eleanor? (pergunta Danny).
(…)
— Nada mal. (…) Tive muitas visitas. Elas deixaram seu gato nervoso, mas ele aguentou firme até você chegar.
(…)
— Quem veio, então?
— Como disse, muita gente. Estão passando agora mesmo. Um desfile interminável. Eles sorriem, acenam, uma criança balança a língua como o rabo de um cachorro. Alguns falam. (…)

Não, este trecho não é de um livro espírita, e sim de Doutor Sono, continuação de O Iluminado, de Stephen King. Após ler este trecho, comecei a analisar estas duas obras e vi algumas semelhanças destes dois livros com a crença espírita, e pude pensar em várias.

A começar com o enredo de O Iluminado. Neste livro, Jack, Wendy e Danny Torrance vão para o Hotel Overlock, pois Jack, um alcoólatra recuperado, foi contratado para ser o zelador, durante o inverno, e quer aproveitar para escrever seu livro. Porém, este Hotel foi cenário para várias mortes violentas, sejam elas de assassinatos ou suicídios.

Durante a estadia, Danny, que tem o dom que foi intitulado por Dick Halloran como “iluminação”, começa a ser torturado por tais espíritos, aprisionados no Hotel. Estes fantasmas começam a conduzir o pai de Danny, Jack, de volta para o álcool, pois este ficava violento quando bêbado, e os habitantes do Overlock querem que ele mate Danny, para se apoderarem do seu dom.

Segundo a Doutrina Espírita, os espíritos podem ficar presos ao local de sua morte, seja por que eles se apegam ao local, acreditam que ainda estão vivos ou por que querem vingança. O caso da pessoa achar que ainda está viva, inclusive, foi abordado em um conto lindo de Stephen King, chamado Willa, no livro Ao Cair da Noite. De acordo com o grau da mediunidade da pessoa (bem parecido com a “iluminação”), a pessoa acaba ficando mais sensitiva a esses espíritos, como é o caso de Danny, que vê pessoas em todos os lugares.

Os espíritos no Overlock querem o Danny, por causa do seu dom e, para isso, tentam usar Jack, seu pai. Eles começam a incentivá-lo a voltar para o alcoolismo, fazendo o que, na Doutrina Espírita, é chamado de obsessão. Espíritos inferiores se aproveitam destes hábitos, seja para aproveitar o prazer terreno ou para deixar as pessoas (espíritos encarnados) mais suscetíveis a eles. É o que acontece com Jack.

Outra semelhança é o “amigo imaginário” de Danny, o Tony! Ele também é um espírito desencarnado, mas, ao contrário dos que residem no Overlock, Tony é um espírito evoluído que tenta ajudar Danny (e mais tarde, em Doutor sono, ajuda Abra). Tony, em O Iluminado, é algo bem parecido com um guia espiritual.

Já em Doutor Sono, Danny auxilia pessoas prestes a morrer (desencarnar) para passar para o outro lado, usando o seu dom. Este trabalho que Danny faz, de acordo com a doutrina, é feito por espíritos desencarnados. E, como mostra o trecho que citei no início desta matéria, Danny não é o único a auxiliar estas pessoas.



Raniere Sofia, 33 anos, criador da Encontros Literários, leonino, nascido em Angra dos Reis, morador do Rio de Janeiro, vascaíno, escritor, estudante de Estatística na UERJ, fã de Stephen King, Tolkien, Star Wars, Marvel, C.S. Lewis, Douglas Adams, e Doctor Who (começou a acompanhar a série clássica em 2014). Leitor compulsivo e cinéfilo.