full screen background image
Umberto-Eco

Morre nesta sexta feira (19) o escritor e ensaísta Umberto Eco

Morreu nessa sexta feira (19) em Milão, aos 84 anos, o escritor italiano Umberto Eco. A causa da morte do autor, que sofria de câncer, não foi revelada.

Autor do clássico O Nome da Rosa, sua principal obra, Umberto Eco era uma personalidade no meio acadêmico e seus trabalhos são usados em cursos de comunicação no mundo inteiro. Seu último livro, O Número Zero (resenha AQUI), onde o autor criticou o mau jornalismo e a manipulação dos fatos.

“Essa é minha maneira de contribuir para esclarecer algumas coisas. O intelectual não pode fazer nada, não pode fazer a revolução. As revoluções feitas por intelectuais são sempre perigosas.” — Umberto Eco sobre “O Número Zero”

Além dos dois livros citados acima, Umberto Eco (que também era filósofo, semiólogo, linguista e bibliófilo) também escreveu obras como O Pêndulo de Focault (1988) e O Cemitério de Praga (2010), lançados no Brasil pela Editora Record. As obras Tratado Geral de Semiótica (1975) e Apocalípticos e Integrados (1964), também do autor, foram lançadas em solo brasileiro pela Editora Perspectiva.

Nascido no dia 5 de janeiro de 1932 na cidade de Alexandria (região de Piemonte, no norte da Itália), Umberto Eco também deu aulas na Universidade de Turim e foi editor de cultura da emissora estatal RAI.Durante este período, Eco conheceu vários artistas e o Gruppo 63 (coletivo literário da neovanguarda criado em 1963 por Francesco Agnello). Foram estes novos contatos que influenciaram Umberto Eco a decidir seguir carreira na literatura.

Eco também fundou o departamento de comunicação da Universidade de San Marino e foi professor e presidente da Escola Superior de Humanidades da Universidade de Bolonha.

Umberto Eco deixa sua esposa Renate Ramge, com quem era casado desde 1963, e um casal de filhos.



Raniere Sofia, 33 anos, criador da Encontros Literários, leonino, nascido em Angra dos Reis, morador do Rio de Janeiro, vascaíno, escritor, estudante de Estatística na UERJ, fã de Stephen King, Tolkien, Star Wars, Marvel, C.S. Lewis, Douglas Adams, e Doctor Who (começou a acompanhar a série clássica em 2014). Leitor compulsivo e cinéfilo.