full screen background image
13103319_1133714493347668_8100589833591158877_n

Cativante e intenso, “A Caminho do Altar” finaliza a série de Os Bridgertons

Gregory Bridgerton não é como a maioria dos homens. Crescido numa família de casamentos por amor, ele acredita no sentimento e almeja encontrá-lo. Ele sabe que reconhecerá o amor da sua vida quando seu coração disparar e um arrepio percorrer a espinha. E ao encarar a nuca de Hermione Watson, ele soube…

E ele soube. Teve certeza de que era ela. Ficou congelado, paralisado. Não perdeu o fôlego de repente; em vez disso, o ar pareceu escapar lentamente até não lhe restar mais nada e Gregory ficou ali parado, querendo mais.

Não podia ver o rosto dela, nem mesmo o perfil. Só viu suas costas, a curva perfeita do pescoço, um cacho de cabelo louro caindo pelo ombro.

E tudo em que conseguiu pensar foi… Estou acabado.

Completamente entorpecido, Gregory se aproximou da moça, que estava acompanhada por uma amiga. Após se apresentar, ele descobriu que aquela era sua melhor amiga, chamada Lucinda Abernathy. George coloca todas suas cartas em jogo, clamando pela atenção de Hermione. Ela, no entanto, logo joga sua amiga nos braços do homem e se recolhe aos aposentos, alegando não estar se sentindo bem.

Gregory fica encabulado, e Lucinda parece se divertir com sua reação. Ela explica que é sempre assim, que os cavalheiros se apaixonam perdidamente por Hermione à primeira vista. O problema é que Hermione, por sua vez, é apaixonada pelo secretário do pai. Lucinda sabe que o pai da amiga nunca aceitaria tal união, e estava cansada de vê-la sofrer em vão, então decide ajudar Gregory a conquistar Hermione.

Apesar dos esforços, Gregory continua sem obter sucesso. Lucinda acredita que ele esteja sendo
insistente demais, mas a realidade é que ela não compreende o que Hermione diz sobre a paixão. Que é algo maior que ela mesma, e que nunca abriria mão daquilo.

Lucinda é uma mulher que deseja o bem-estar de todos acima do próprio bem-estar, então não desiste. E quanto mais tenta juntar Gregory e a melhor amiga, mais ela se encontra admirando e pensando no cavalheiro. Só que ela não tinha o direito disso, principalmente por estar praticamente noiva. O casamento fora arranjado, e seu pretendente parecia gentil, mas só. Ela não sentia nem um terço da euforia que sentia ao lado de Gregory.

Até que o jogo vira.

Revelações arrasadoras alteram toda a situação. Lucinda sabe que não deve, mas não resiste à Gregory. A relação que criaram por conveniência se torna profunda, e George terá que correr contra a o tempo se quiser casar com seu verdadeiro amor.

Criaturas misteriosas, as mulheres. Se elas ao menos aprendessem a dizer o que pensam, o mundo seria um lugar muito mais simples.

Não acredito que Os Bridgertons acabou! /cry. Quero muito, muito mais dessa família maravilhosa. Que tal contar mais sobre os filhos deles, ein Julia?

Esse oitavo volume fechou a série com chave de ouro. Talvez eu estivesse esperando por algo arrebatador, mas a história me recordou que a magia da série está na sua simplicidade. São romances ardentes, tocantes e envolventes. Essa foi a primeira série de romance de época que li, e por isso tenho um grande carinho por ela.

Pode ser um pouco clichê, é claro, ainda mais se você estiver acostumado com o gênero, mas o diferencial de Lucinda não significar nada além de melhor amiga da amada até metade do livro foi bem legal. Gregory foi um personagem que me surpreendeu com sua determinação. Mesmo com todos os obstáculos que os separavam, ele lutou até o fim. Eu até cansei de assistir todas suas tentativas, mas a perseverança dele é daquelas difíceis de se ver hoje em dia.

Adorei Lucy desde o início, uma mulher doce, extrovertida e solidária. Foi ótimo também rever os irmãos de George, nossa querida família Bridgerton, e espero mesmo vê-los em futuros livros! Uma série que vale cada página lida, uma série que te transporta para os bailes e costumes da época e te faz sentir que nasceu no século errado!

 

FICHA TÉCNICA:

Título: A Caminho do Altar
Título Original: On the Way to the Wedding
Autora: Julia Quinn
Série: Os Bridgertons – #8
Editora: Arqueiro
Formato: Brochura
Edição:
Ano de copyright: 2006
Ano de edição: 2016
Páginas: 320
Tradução: Viviane Diniz
ISBN: 978-85-8041-573-5



Carolina Rodrigues, 20 anos, mora em Santos e cursa faculdade de Biomedicina. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo ou ouvindo música.